Portal SET
Portuguese English French Spanish

Programa de Pós-graduação em Engenharia de Estruturas

O Programa de Pós-graduação em Engenharia de Estruturas é avaliado com conceito 7 desde o ano de 2007 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES divulgou no dia 10/12/2013 o resultado da avaliação trienal dos cursos de pós-graduação no Brasil. O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (Estruturas) é nota 7 na CAPES, mantendo este conceito desde o ano de 2007.

O conceito 7 (nota máxima) é atribuído aos cursos de Excelência Acadêmica e Inserção Internacional.

Agradecemos a todos que colaboram para alcançarmos metas cada vez mais elevadas de qualidade e produtividade.

A Coordenação do Programa.

História

Em 1957, os chamados cursos de doutoramento passaram a ser oferecidos dentro do departamento. O curso de Estática dos Estaqueamentos, Barras sobre Apoio Elástico, Cálculo de Estruturas pelo Método Plástico e Introdução ao Estudo das Coberturas Pênseis eram ministrados pelo Professor Frederico Schiel, enquanto que Cálculo Aproximado da Ação do Vento em Estruturas de Edifícios Altos e Complementos de Mecânica das Estruturas eram ministrados pelo Professor Miguel Carlos Stamato.

Esses cursos deram origem, em 1970, à atual Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas, criada a partir da qualificação dos docentes pioneiros proporcionada pelos cursos de doutorado de então, com especialização direcionada para assuntos da área, fato que vem se repetindo e permitindo uma atuação de reconhecido destaque ao longo dos anos. Graças às iniciativas de captação de recursos financeiros em órgãos de fomento à pesquisa e de apoio aos cursos de pós-graduação, bem como às rendas industriais auferidas da prestação de serviços à comunidade, o patrimônio vinculado ao departamento tem experimentado considerável e contínuo incremento, tanto no tocante às suas instalações como no acervo de equipamentos.

Com o crescimento da área de pós-graduação, a diversificação das linhas de pesquisa foi absorvendo outros assuntos de maior interesse, resultando em considerável ampliação do perfil inicial, mantendo-se, entretanto, uma clara identificação das linhas originais de pesquisa com os temas da engenharia civil e, em particular, com os da clássica engenharia estrutural.

As linhas de pesquisa oferecidas pelo departamento são: Estruturas de Concreto e Alvenaria, Estruturas de Madeira, Estruturas Metálicas, Materiais e Mecânica dos Materiais, Mecânica das Estruturas e Métodos Numéricos.

Nos primeiros anos, os cursos de pós-graduação começaram tímidos e o número de mestrados e doutorados concluídos no SET não passava de dez. Esse cenário começou a mudar em meados da década de 80, quando o número de mestrandos já estava em torno dos 50 alunos. Daí em diante, a Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas se firmou no terreno acadêmico atraindo cada vez mais jovens em busca de uma especialização para continuar na carreira acadêmica ou para disputar com vantagem de conhecimento uma vaga no mercado de trabalho.

FONTE: CALIL JR., C.; MINATEL, M. N.; RODRIGUES, R. A. J. (Org.). 50 Anos do SET: nossa história, nossa gente. São Carlos: 2009.