Portal SET
Portuguese English French Spanish

Bolsas de estudos

Para os candidatos selecionados como alunos regulares de Mestrado ou Doutorado e que se dedicarem em tempo integral ao programa, poderão ser concedidas bolsas de estudo oferecidas pelas agências de fomento à pesquisa, tais como CNPq, CAPES e FAPESP.


Prazo máximo das bolsas

Para a contagem dos prazos consideram-se todos os períodos nos quais o bolsista tenha usufruído de bolsa de pós-graduação. Assim, somam-se os períodos de bolsas concedidas por todas as financiadoras oficiais, em geral CAPES, CNPq e FAPESP. Somam-se, também, bolsas PICDT e semelhantes concedidas com a mesma finalidade, bem como as bolsas concedidas para estágio no exterior, como o caso de doutorado sanduíche.

Mestrado: O prazo máximo de bolsa de mestrado é de 24 meses.
Doutorado: O prazo máximo de bolsa de doutorado é de 48 meses, exceto FAPESP cujo prazo máximo é de 36 meses. CNPq e FAPESP concedem reserva técnica associada à bolsa.

Eventualmente outras fundações e empresas poderão conceder bolsas ao programa, no âmbito de acordos e projetos de pesquisa em andamento.


Exigências para a concessão e manutenção

As regras específicas devem ser consultadas nos links abaixo relacionados:

CAPES
CNPq 
FAPESP


Diretrizes para classificação e avaliação de candidatos às bolsas institucionais (CAPES, CNPq)

A classificação dos candidatos às bolsas institucionais deve ser feita pela Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação da Área de Engenharia de Estruturas, com base nas seguintes diretrizes:

Bolsas de Mestrado

A classificação dos candidatos às bolsas institucionais será feita no ingresso do programa em função dos critérios de seleção estabelecidos pela Área. Os alunos de mestrado que cursarem seu primeiro ano sem bolsa terão prioridade na distribuição de bolsas institucionais sobre os ingressantes no ano seguinte, desde que apresentem rendimento satisfatório nas disciplinas cursadas, obtendo média aritmética nas disciplinas obrigatórias > 2,3 onde A=4, B=3, C=2 e Reprovação =0. O aluno não pode ainda reprovar 2 vezes na mesma disciplina ou 3 vezes em disciplinas diferentes. Ficam priorizados, também, os alunos que ocupam cotas de empréstimo da Pró-reitoria de Pós Graduação, resguardado o mesmo coeficiente de rendimento. Observa-se que outras atividades também são consideradas, como relatório de acompanhamento de atividades e dedicação integral às atividades da pós-graduação.

 

Bolsas de Doutorado

A classificação dos candidatos às bolsas de doutorado será feita com base no aproveitamento em disciplinas obrigatórias da área e curriculum vitae conforme edital específico para ingresso no programa. Ao longo do curso de doutorado, será feita avaliação do desempenho do aluno, baseado no coeficiente de rendimento nas disciplinas obrigatórias, para verificação da manutenção da bolsa para os alunos já contemplados e concessão de bolsa para os não bolsistas. Os alunos de doutorado devem ter média aritmética nas disciplinas obrigatórias > 2,3 onde A=4, B=3, C=2 e Reprovação =0. O aluno não pode ainda reprovar 2 vezes na mesma disciplina ou 3 vezes em disciplinas diferentes. Observa-se que outras atividades também são consideradas, como relatório de acompanhamento de atividades e dedicação integral às atividades da pós-graduação.

 

Cancelamento de Bolsa Institucional

O aluno terá a sua bolsa institucional cancelada quando não atingir os índices mínimos e outras situações como:

  1. Não dedicação em tempo integral;
  2. Rendimento insatisfatório nas disciplinas;
  3. Rendimento insatisfatório no desenvolvimento da dissertação/tese, segundo parecer do orientador no relatório anual;
  4. Ao completar os prazos máximos de concessão.

  

São Carlos, Agosto/2015